O Fantástico Mundo de Lethem

O Alta havia comentado comigo que quase ninguém gosta de ir a Lethem, cidade da Guiana (inglesa) que faz divisa com o Brasil, mas que eu iria adorar.

Nos papos que tive com o pessoal de Boa Vista isso realmente se comprovou, todos dizem que não existe nada para se fazer em Lethem, que preferem mil vezes Santa Elena (de Uairén), cidade divisa com o Brasil pertencente a Venezuela.

Ambas as cidades possuem suas peculiaridades, porém Lethem é fantástica :D rs

A Guiana é o único país da America do Sul onde se fala inglês, aliás, um inglês bem complicado de se entender, uma coisa cantada com um quê caribenho. Só isso já valeria a visita.

Speak English?

Mercado Público de Lethem.

Nunca na minha vida pensei que conheceria esse país, e por mais que eu só tenha ido até a cidade fronteira, já foi possível sentir como tudo é muito diferente.

Diferente?

Bem, logo que se cruza a fronteira você pega um viaduto, e assim que ele termina * PLIN * você está dirigindo na tal “mão inglesa”. Isso significa que a partir deste momento sempre andará na pista da esquerda e quem vier no sentido oposto passará a direita do seu carro, vide a foto abaixo rs É surreal ver isso na América do Sul :)

Barbeiro é a mãe!

Lethem é pequena e parece sobreviver do mercado pirata. Todos os dias brotam novas lojas ricas em produtos da Adidas, camisas Lacoste e de times internacionais, tênis Nike e Puma, além de bolsas, perfumes e brinquedos. O engraçado é que os produtos possuem uma qualidade superior daquela encontrada em SP, com um preço bem menor. Esse é o motivo que tantos brasileiros visitam a cidade.






Eu adorei conhecer Lethem, principalmente por causa da sua ”estranheza” heh Um dos tours que recomendo é a ida a qualquer mercadinho, ali é possível encontrar produtos que você nunca viu na vida, inclusive gôndolas lotadas de Curry, uma das especiaria mais usadas na Guiana.




Um caso a parte são os refrigerantes locais, a variedade de sabores diferentes é fantástica, dentre eles: Gengibre, Abacaxi, Tangerina, Banana, Chiclete, Big Red (oi?), Cream Soda (que comprovadamente tem gosto de desodorante de quinta rs). Muitos sabem que não bebo refrigerante, mas experimentei todos, e o Top Of Mind foi o de banana, como pode o Brasil inventar tantas comidas e sobremesas com banana e nunca terem feito um refrigerante?!

Refrigerante ou Cerveja de Gengibre?

Hã, hã, pegou o trocadilho? ;)

Cores e sabores que só a Guiana tem pra você.

Passando pela fronteira na volta, um policial federal brasileiro perguntou depois de ver o porta-malas praticamente vazio: – Não compraram quase nada né?

Welcome to the fantastic World of Lethem ;)

32 comentários em “O Fantástico Mundo de Lethem

  1. hahaha… muito bom! Mas vc esqueceu de falar do macarrão de lá! Uma delícia, com açafrão na massa! Aquele da foto (Chaomein). Todos que forem a Lethen tem que experimentar!
    Beijos!

  2. hahahaha!! Meu que coisa louca!!!!
    Bizarro! Agora cá entre nós, esse refri de banana deve ser uma merda!! hahaha
    Nada como estar longe para abrir o crivo da peneira!
    Se cuida aí! Bjao

  3. Nooooossa que deliiiicia é de se bolar de rir… barbeeeeiro!!!!

    To amando o que estou vendo e lendo… obrigad por nos permitir viajar contigo… vas deixar saudades e muito incentivo pra correr terra tb… rsrs

  4. Ja fui em Lethem e pretendo voltar, gostei dos preços, a comida brasileira de lá é de ultima mas fora isso é bastante interessante o local,tanto pela cultura quanto pra fazer compras, a matéria ta muito legal e mostra um pouco da cidade, é muito difícil encontrar algo sobre a cidade na internet, parabéns!

  5. Estive ontem mesmo em Lethem, pela segunda vez. Apesar de ser um lugar quente e empoeirado, vale a pena conhecer. A cultura local é muito curiosa… a arquitetura colorida, em meio aquele cenário árido, é de impressionar. Trouxe algumas coisas de lá, como cervejas, a tradicional cachaça guianense, mas não comprei o macarrão e nem os temperos de origem indiana que por lá são vendidos. Mas pretendo voltar… o local é realmente fantástico.

  6. sou do ceara mas vivo em sao paulo estudo ingles e gostaria de conhecer a guaina inglesa nao o porque de publicarem nosso unico vizinho de lingua inglesa.deveria existir um intercambio cultural.sem ir para muito longe

  7. Todos os tipos de eletrônicos se encontram lá e na maioria dos lugares de fala inglês então dá pra treinar tranquilamente. Lethen, curiosa, diferente, vale a pena conferir!

  8. Sou Guianes e gostei do post.Tive a oportunidade de conhecer a Lethem.A ponte realmente resuma tudo.Ao atravessa-la vc entra em outro mundo e cultura.O refrigerante de banana foi minha favorita na infancia e a GINGER BEER é fantastica e dá pra fazer caseira.Realmente reina a pirataria com bons precos e boa qualidade.A cerveja BANKS se vier ao Brasil va fazer um estrago nas vendas de Skol!Vale a pena conferir galera!

  9. estive em Lethem na última segunda feira,realmente é um lugar muito estranho e ao mesmo tempo interessante, fiz umas comprinhas pra vender aqui em Manaus, o preço é ótimo, adorei conhecer essa cidade, pena que fui rápido demais, mas espero voltar novamente.

  10. adorei as fotos, estive lá no começo deste mês e é estranho algumas coisas por lá, gostei mesmo de fazer umas comprinhas, os preços são muito bons…e quanto à dirigir em mão contraria é irado rsrsrsrs…!

  11. Gostei da matéria, essa semana fui a Lethem pela primeira vez, fui a Bonfim a trabalho e aproveitei para visitar a vizinha Guiana, é incrivel como existem produtos de qualidade e baratos em Lethem, comprei vários perfumes e camisas, tudo a 10reais, produtos de qualidade apesar de serem de origem chinesa e Vietnamita. As lojas são enormes vc encontra de tudo, vi coisas lá q nunca vi na vida, e o bom é que aceitam pagamento em real e dollar guianes, recomendo.

  12. Vamos nessa… depois do ano novo vou comprovar e provar tudo isso ae… depois volto aqui pra dizer como foi… Feliz ano novo pessoal!

  13. Só quem já foi a Lethem descreve muito bem o que é essa cidade. Sempre que posso vou lá fazer umas compras e passear um pouco. Ainda não tive a oportunidade de passar um rodeio. Mas pretendo ainda. A cidade apresenta um vasto comércio de roupas, calçados, bijuterias, artigos para presentes, eletronicos etc. Os preços são em conta. Apesar disso tudo, é preciso ter cuidado com alguns produtos chineses, devido a qualidade ruim. Mas a roupa é o forte de Lethem. A loja da Levi’s é um dos meus pontos preferidos!

  14. Amei comprar na Lethem, tem uma variedade imensa de produtos que amo comprar, apesar do atendimento ser uma porcaria, pretendo voltar em breve!!

  15. Ja estive por la e muito bom apesar de ser um pouco quente mais de resto e bem interessante, fiz algumas compras pra uso pessoal

  16. ola
    conheci e andei pela guiana a pe pois nao tinha rodovia ou estrada,lethem em 87 vc atravessava de barco e os policiais da Guiana mandavam agente lavar os pes pra entrar depois de atravessar o rio TAKUTU andei a pe de Mutum Brasil pro lado da Guyana passando por toalem Mango tree e Monkey Mont 2 dias a pe com estafetas carregando as malas, foi demais….e pra terminar quem viu o filme PAPILLON o que escreveu o livro acabou fundando uma cidadezinha em Roraima com o nome da cidade natal dele na França. Normandia….muito louco

  17. e qdo tinha que pegar avião no lethem pra Georgetown? era muito dificil em 86. na cidade so tinha dois hoteis 1 de indiano e outro de Um afrodescendente as duas raças predominante na Guiana.todo dia pegava a mala e ia pro “AEROPORTO” uma pista de asfalto com um ponto de onibus e uma garota funcionaria da Guiana airways e tomando um sol forte a bessa na babeça o dia todo e ai ela dizia SORRY THE PLAY NO COMING TODAY e durante treis dias essa penitencia ate que chegou um TUBOLEV RUSSO tipo um DC3 antigo e agente era pesado para dividir o peso no aviaõ ai na hora de decolar tinha que tirar os bichoe da pista kkkkk foi legal

  18. Já fui lá, mas longe de mim ter a visão que você teve. Depois do que li, acho que voltaria no local e estaria mais sensível depois de ler seu ponto de vista! Obrigada.

Leave a Reply to Jose Hilton Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *